BLOG / COLUNA

Voltar

Parabéns Rondonópolis, 63 anos de progresso, por Victório Galli

02:00 - 10/12/2016 por Redação

Conhecida como ‘Capital do Agronegócio’, Rondonópolis ascende no cenário do Estado de Mato Grosso como a segunda maior economia, atrás da capital Cuiabá, conforme noticiado recentemente na imprensa. Isso é motivo de comemoração para todos nós. Envio, portanto, meus parabéns à toda a sociedade rondonopolitana – empresários, poderes públicos, trabalhadores e comunidade em geral.

Rondonópolis cresce com a força do seu povo e a tendência é de um desenvolvimento contínuo, por ser uma região das mais promissoras, que conta com excelente infraestrutura.

O município está localizado estrategicamente no entroncamento das rodovias BR-163 e BR-364, vias pelas quais é transportada toda a produção agrícola e industrial para os grandes centros metropolitanos e portos do Brasil. O que faz de Rondonópolis um campo importantíssimo de investimento, a exemplo do megaempreendimento da Ferrovia Senador Vicente Vuolo, a Ferronorte.

Com a implantação do terminal da Ferronorte, o agronegócio ficará muito mais fortalecido. A utilização da ferrovia vai diminuir os custos de transporte da produção e a criação de um porto seco favorecerá as exportações. O empreendimento vai atrair novas indústrias e movimentar a economia municipal que produz cerca de 800 mil toneladas de grãos.

Todo desenvolvimento econômico traz junto o crescimento da qualidade de vida. Assim, o município mereceu recentemente, do governo do Estado, a implantação do curso de Medicina pela Unemat, por representar um justo interesse da sociedade local.

É importante destacar, ainda, que Rondonópolis possui um dos melhores parques de exposição da América Latina e sedia uma das dez maiores exposições agropecuárias do Brasil, a Exposul, que gera um volume de negócios de mais de R$ 80 milhões.

Com uma população que caminha para 250 mil habitantes, aos 63 anos de emancipação político-administrativa, Rondonópolis assume a categoria de segundo maior polo econômico, ampliando sua economia para mais de 30 municípios e cerca de 500 mil habitantes!

Tudo isso resultado da potência que hoje é Mato Grosso, um dos Estados de maior crescimento econômico da Federação, com investimentos na agropecuária e agroindústria. Como Estado exportador, portanto, tem forte participação para o crescimento do Produto Interno Bruto do País.

Conforme estudos realizados pelo Conselho Federal de Economia e Conselho Regional de Economia do Distrito Federal, a Região Centro-Oeste está cada vez mais próxima do Sul e do Sudeste quando o assunto é o dinamismo econômico, por ser a região favorecida com a expansão dos campos e a instalação de agroindústrias.

Uma divisão mais justa do bolo tributário favoreceria ainda mais aos municípios brasileiros para um crescimento econômico com melhor qualidade de vida para a população. Esse é um desafio para o Congresso Nacional, nas discussões para implantação de uma nova reforma tributária, urgente e justa.


* VICTÓRIO GALLI é professor em Cuiabá e deputado federal (PSC).

Voltar
mais populares
Anuncie aqui !