POLÍTICA

Voltar

Emanuel e Pátio se despedem para assumir prefeituras em janeiro

01:00 - 22/12/2016 por Redação

Os deputados estaduais Emanuel Pinheiro (PMDB) e Zé Carlos do Pátio (Solidariedade) se despediram da Assembleia, durante a sessão vespertina desta quarta (21). Os parlamentares deixam o cargo em 31 de dezembro para assumirem, respectivamente, as Prefeituras de Cuiabá e Rondonópolis a partir de 1º de janeiro de 2017.

Embargando a voz por diversas vezes, o peemedebista destacou sua trajetória política como vereador por Cuiabá e deputado estadual por quatro vezes. Lembrou o embate eleitoral com adversário Wilson Santos (PSDB). “Temos muitas divergências, tive várias que culminaram em afastamento e perda da relação pessoal. Foi ele o candidato e ele que representou aquilo que vencemos no processo eleitoral”, ressalta.

De todo modo, Emanuel afirma que sabe reconhecer as qualidades de Wilson em relação à sua vocação pela política. “O ocorrido na campanha eleitoral pode ter afastado os amigos, mas o político Emanuel reconhece o talento dos seus pares e as pessoas que fazem política".

O deputado declara ainda ter orgulho de conduzir os destinos da Capital nos próximos quatro anos. “Agradeço também aos servidores. Foram o maior símbolo da nossa histórica vitória. A população de Cuiabá pode ter certeza de que farei tudo para não frustrar e não vou frustrar meu povo e minha gente”, garante.

Presidindo a sessão, o deputado Eduardo Botelho (PSB) brinca que a Assembleia emprestou Emanuel para administrar Cuiabá, mas que deverá retornar em breve. “Lembro-me de uma campanha do Mauro em que briguei com todo mundo. E você me orientou que eu estava certo, mas utilizei as palavras erradas”, pontuou o socialista.

Pela liderança, o deputado Gilmar Fabris (PSD) recordou a trajetória política, juntamente, com Emanuel. Afirmou que a disputa de Emanuel estava praticamente perdida se enfrentasse o prefeito Mauro Mendes (PSB), mas que foi ficando fácil. “Que você se torne o maior prefeito para se credenciar rumo ao Palácio Paiaguás (governo)”, salienta.

A deputada Janaina Riva (PMDB), por sua vez, lembrou da aliança com o correligionário deste o início desta legislatura, quando houve embates com o governo acerca da Revisão Geral Anual (RGA). “Foi orgulho ser liderada por ele (Emanuel). Tem um futuro promissor com uma responsabilidade gigante”, ressalta a deputada que também se emocionou.

Antes de se despedir, Emanuel foi poucas vezes visto na Assembleia, desde que terminou sua licença. Neste mês, por exemplo, o peemedebista não foi visto nas sessões, mesmo assim continuou com os vencimentos de R$ 25,3 mil. O prefeito diplomado cuida de anunciar novos secretários. Em seu lugar, assume o segundo suplente Allan Kardec (PT), uma vez que o primeiro suplente Altir Peruzzo foi eleito prefeito de Juína.

Por outro lado, Zé do Pátio sempre era visto nas sessões. O deputado, que deixa o lugar para o suplente Adalto de Freitas, o Daltinho (Solidariedade), preferiu destacar os trabalhos da CPI da Sonegação e Renúncia Fiscal, da qual foi presidente. “Não tem esse negócio de pizza, não. Foi a maior CPI da história desta Assembleia. Acabamos com essa elitezinha que corrompeu o dinheiro público. Terminamos a CPI, é minha despedida”, avalia o deputado agradecendo aos deputados e ao Governo. 

Com RD News

Voltar
mais populares
Anuncie aqui !