POLÍTICA

Voltar

Contrariando as espectativas Rodrigo da Zaelli é eleito Presidente da Câmara em Rondonópolis

01:00 - 02/01/2017 por Redação

A eleição para a Mesa Diretora e a posse dos 21 vereadores eleitos em Rondonópolis foram marcadas por polêmica, empurra-empurra e até denúncias de agressão. O motivo de toda a confusão foi pela virada na escolha da composição do comando da Câmara, que ficou nas mãos da oposição ao prefeito eleito Zé Carlos do Pátio (Solidariedade), com Rodrigo da Zaeli (PSDB) presidente.

Até momentos antes da posse, o vereador Hélio Pichioni (PSD)  era dado como certo para assumir a presidência da Câmara.

Ele contava com 16 votos, articulados pelo grupo do prefeito Zé do Pátio e pelo deputado estadual Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD). No entanto,  pouco antes da posse, uma Van com 11 vereadores  encostou na porta do Caiçara Tênis Clube, local da posse.

O chamado grupo da Van desceu e deu início à confusão, pois 6 dos 16 vereadores anunciados por Pichioni aderiram ao projeto que tinha como presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB). Deixaram o grupo de Pichioni para ir para turma da Van, o próprio Rodrigo e os vereadores Jailton Dantas (PSDB), Tenente Guinâncio (PSDB), Beto do Amendoim (PSL), João Mototaxi (PSL) e Sidnei Fernandes (PDT). O grupo já contava com Roni Magnani (PP), Thiago Muniz (PPS), Fábio Cardozo (PPS), Elton Mazetti (PSC) e Cláudio da Farmácia (PMDB).

Manifestantes começaram a gritar “traíras” para a turma da Van como forma de intimidar e os vereadores Thiago Silva  (PMDB) e Adonias Fernandes (PMDB) chegaram a acionar o cacique peemedebisda Carlos Bezerra para tentar convencer o vereador Claudio da Farmácia a votar em Pichioni. Claudio, no entanto, não atendeu às ligações de Bezerra e pode sofrer sanções dentro do partido. A ex-vereadora Mariuva Valentim Chaves que faz parte do diretório do partido disse que vai pedir a expulsão de Cláudio.

Mas, o ápice da confusão foi no ato de registro de chapas. O vereador Hélio Pichioni apresentou em sua chapa o nome de Beto do Amendoim, que já constava na chapa de Rodrigo da Zaeli. Beto pediu a palavra e disse de forma clara que não estava com Pichioni. Foi a senha para começar a confusão. O vídeo, abaixo, mostra Beto sendo chamado de golpista por populares presentes.

Manifestantes jogaram panfletos acusando o grupo da Van de traidores e houve empurra-empurra, xingamentos e até mesmo uma agressão ao vereador Jailton Dantas. Com isso, a sessão foi interrompida e o espaço no local reservado para Plenário foi invadido por populares que chegaram a jogar dinheiro no chão como forma de protesto.

Depois, com Rodrigo eleito, a nova Mesa Diretora foi formada com Beto do Amendoim como  primeiro-vice-presidente,  Elton Mazetti como segundo-vice, Fábio Cardozo será o primeiro-secretário e Cláudio da Farmácia como segundo-secretário. Rodrigo teve 11 dos 21 votos.

Envergonhado, o vereador Adonias Fernandes pediu desculpas ao público presente e destacou que em quatro mandatos nunca havia visto uma confusão como essa. 

Com RD News

Voltar
mais populares
Anuncie aqui !