POLÍTICA

Voltar

Pressionado, Prefeito de Rondonópolis já vai ter que exonerar secretário

01:00 - 03/01/2017 por Redação

O secretário de Saúde de Rondonópolis, Adolfo Grassi de Oliveira, que foi nomeado no domingo, deve ser exonerado hoje(03), pelo prefeito Zé Carlos do Pátio (SD). O chefe do Executivo rondonopolitano passou o dia sendo pressionado a exonerar Grassi por líderes dos partidos que formam o arco de alianças. Um dos motivos seria o fato de Grassi morar em Cuiabá e que contra ele pesava também acusações não comprovadas de que teria antecedentes criminais.

A pressão foi tanta que no início da noite desta segunda o prefeito sinalizou para a exoneração do secretário. Grassi é secretario-geral do Solidariedade, mesmo partido de Pátio, e foi candidato a prefeito de Cuiabá, em 2012, quando estava no PPL. Na época teve uma votação pífia. É advogado e sindicalista.

Em Rondonópolis, ele é considerado um mero desconhecido e só teria sido convidado para compor o secretariado por causa da vinculação partidária com o prefeito.

Com a possível queda de Adolfo Grassi, logo nos primeiros dias da nova administração, Izalba Albuquerque deve ser nomeada para o cargo. Ela estava ocupando o posto de secretaria-adjunta de Saúde.

Izalba goza de muita confiança junto a Pátio, inclusive foi uma das coordenadoras do seu plano de governo na área de Saúde. É servidora de carreira há 22 anos em Rondonópolis.

Com RD News.

Voltar
mais populares
Anuncie aqui !